Saiba tudo sobre o Edinburgh Festival

Você conhece o Edinburgh Festival? É um festival conhecido mundialmente que acontece em Edimburgo durante o mês de agosto e dobra a população da capital da Escócia no decorrer do evento. Eu já tinha ouvido falar sobre o Edinburgh Festival várias vezes, e apesar de ter feito intercâmbio e várias viagens pra cá mesmo antes de me mudar, eu nunca participei de nenhuma edição. O que eu não sabia e acredito que vocês também não saibam é que, na verdade, acontecem dois festivais simultaneamente.

Edinburgh International Festival surgiu em 1947, no pós guerra, para “promover uma plataforma para florescer o espírito humano” através de uma celebração conjunta entre talentos artísticos e intercâmbio cultural. Nos mais conhecidos palcos de Edimburgo são exibidos espetáculos de teatro, dança, música, ópera e oficinas.

Um espetáculo do Edinburgh International Festival

Aproveitando que a cidade estaria cheia de turistas e com um público com sede de cultura, oito companhias de teatro decidiram se aproveitar da estreia do evento “principal” em 1947. Apesar de não terem sido convidadas, decidiram se apresentar em locais menores e mais baratos, na “beira”(fringe) do festival. E assim nasceu o Edinburgh Festival Fringe, que vem desafiando as normas há 70 anos. O  Edinburgh Festival Fringe é hoje o maior festival de cultura e arte de amplo acesso do mundo. Para você ter uma ideia, foram mais de 50 mil apresentações no ano passado, incluindo teatro, dança, comédia, declamações, circo, mágica e inúmeras outras manifestações artísticas.

Uma apresentação na Edinburgh Festival Fringe

Enquanto o Edinburgh International Festival é um evento visto como mais erudito e elegante, o Fringe é uma de celebração da arte e da cultura popular para todos os gostos. Ele surgiu desafiando o modelo proposto e trazendo a “periferia” para o palco principal.

O Edinburgh International Festival e a Edinburgh Festival Fringe acontecem entre 4 e 28 de agosto de 2017.

O Edinburgh International Festival – EIF

Ao decorrer de três semanas, mais de 2.020 artistas de mais 40 nacionalidades vão se apresentar em 16 espaços. Os espetáculos são pagos e você pode comprar os ingressos pelo site: : https://www.eif.co.uk/.

Evento de abertura: Bloom

A abertura do evento, chamada Bloom, será na St Andrew Square nos dias 4 e 5 de agosto. O show é uma fusão de animação em larga escala com técnicas de projeção na arquitetura, utilizando a frente dos edifícios como uma tela gigante. O evento é gratis e o público pode reservar (esgotado) e garantir o seu lugar ou tentar a sorte depois das 22:30, quando os lugares vazios serão disponibilizados por ordem de chegada.

O Edinburgh Festival Fringe

Público do Edinburgh Festival Fringe

Tanto em espaços fechados quanto em abertos, e para todos os gostos e públicos. Ao longo de três semanas você pode escolher entre os mais variados espetáculos, com apresentações gratuitas e pagas. Eles também disponibilizam um app onde você pode pesquisar todas os shows, se manter informado e até reservar ingressos! Para o aniversário de 70 anos, 70 prêmios podem ser encontrados nas barras de chocolate vendidas na lojinha do Fringe. Bem Willy Wonka!

Edimburgo, a Cidade dos Festivais.

Edimburgo é a cidade líder em festivais no mundo, com uma variedade imensa de festivais anuais que trazem talentos de mais de um terço do mundo para as ruas e palcos da cidade. Durante o verão, outros festivais são realizados em Edimburgo como: o Edinburgh International Film Festival, o Edinburgh Jazz & Blues Festival, o Edinburgh Arts Festival, o Royal Edinburgh Military Tattoo e o Edinburgh International Book Festival.

Apresentação do Royal Edinburgh Military Tattoo

Sabendo disso, que tal planejar uma visita a Edimburgo em Agosto? Talvez no ano que vem. É a maior celebração da criatividade. Vale mencionar que as apresentações e espaços são acessíveis e contam com descrição auditiva e legenda para que todos possam desfrutar do evento!

Quer saber mais?
http://www.edinburghfestivalcity.com

Carioca morando em Edimburgo, Gabriela é especialista em Marketing Digital e penchincheira ~quase~ profissional. Ama viajar, fotografia, moda, maquiagem e gatos. Feminista.
2 comentários
  1. Que demais, o festival deve ser espetacular 🙂 E me lembrou que em Curitiba a mostra paralela de teatro chama Fringe em homenagem ao festival de Edimburgo.

    1. AH! Que legaaaal isso! Anima de vir no ano que vem talvez? 😉

Deixe uma resposta